Advento - 27/11/2011 - Mc 13,33-37

Este trecho é tirado do capítulo 13 - todo ele escatológico - quer dizer, referente ao fim do mundo. No evangelho de hoje, Jesus chama a nossa atenção sobre a vigilância.

Estamos começando o Ano Litúrgico já nos preparando para o Natal com o Advento ou a chegada de Jesus, e a liturgia nos lembra a segunda vinda de Jesus - o tempo final. O importante mesmo é ficar vigilante.

A primeira frase já nos apresenta a mensagem total: “Cuidado! fiquem atentos, porque vocês não sabem quando chegará o momento”.

Se esse versículo tivesse sido levado a sério (veja também 13,32) ter-se-ia evitado muito papel, tinta, trabalhos, escândalos, frustrações e transtornos ao longo da história da religião cristã, principalmente de seitas cristãs, ou pseudo-cristãs.

Ninguém sabe o dia, nem a hora, nem o século do momento final. Para ilustrar isso Jesus faz uma comparação como se ele fosse um homem que tivesse feito uma longa viagem para o estrangeiro e tivesse deixado a sua casa sob a responsabilidade dos empregados, cada um com uma tarefa. E tivesse mandado o porteiro ficar vigiando. O porteiro, sem dúvida, representa os líderes das comunidades, mas a responsabilidade para zelar da casa de Deus que é o mundo, é tarefa de todos. “O que digo a vocês, digo a todos”. A qualquer momento da noite o dono da casa pode voltar e ninguém pode ser encontrado dormindo.

O que significa afinal, “vigiar ou não dormir”? Significa a tarefa de continuar com empenho a tarefa de Jesus, que, em uma palavra, é vida para todos, ou seja, lutar para que o homem viva com dignidade, tenha casa, terra, pão, educação e viva na justiça e na comunhão. Isso é vigiar, isso é não dormir.

Vigiar ou estar vigilante não é algo passivo, mas um desempenho da tarefa recebida. Acho que há muita gente na comunidade cristã, que está participando das liturgias, mas mesmo assim está vivendo em total descuido, sem vigilância nenhuma e em profundo sono. Acho que muita gente está correndo o perigo de acordar assustado, quando Jesus chegar!

Dom Emanuel Messias de Oliveira
Bispo Diocesano de Caratinga

Nenhum comentário:

Postar um comentário