Santuário

Importante exemplar das construções dos frades franciscanos, o Santuário de Santo Antônio do Valongo é uma das igrejas mais antigas do Brasil, ainda em franca atividade religiosa e pastoral.

A fachada, considerada um dos mais belos exemplares barrocos do século XVIII, traz no portal a data de 1640.

Desde de Janeiro de 2021, o Santuário e a Paróquia Nossa Senhora da Assunção, estão entregues ao cuidado pastoral do Instituto Missionário Servos do Senhor (IMSS), na pessoa dos frades abaixo:


FREI DENILSON DE FREITAS DA SILVA, IMSS
Data de Nascimento: 13 de novembro 1977
Ordenação: 24 de janeiro 2009
Nasceu em: Leopoldina (MG)
País: Brasil
Paróquias(s): Nossa Senhora da Assunção, Santo Antônio do Valongo (Santuário)
Profissão Religiosa: 08/08/2008

Reitor do Santuário




FREI CRISTÓVÃO JOSÉ DE CASTRO CARVALHO, IMSS
Data de Nascimento: 23 de agosto 1982
Ordenação: 02 de abril 2016
Nasceu em: Antas (BA)
País: Brasil
Paróquias(s): Nossa Senhora da Assunção, Santo Antônio do Valongo (Santuário)
Profissão Religiosa: 25/03/2016






FREI RANGEL A. SANTOS, IMSS
Data de Nascimento: 24 de junho 1982
Nasceu em: Brejo da Cruz - PB
País: Brasil
Paróquias(s): Nossa Senhora da Assunção, Santo Antônio do Valongo (Santuário)
Profissão Religiosa: 18.01.2018






A igreja, além do padroeiro, apresenta, no altar-mor, um dos únicos tronos rotativos do País: de um lado a Santíssima Trindade e, do outro, o ostensório para Adoração Perpétua. Ali as paredes ganharam murais de azulejos, na década de 30, de autoria de Cândido da Silva Jr., que se auto-retratou de paletó e gravata, ao lado de cenas da vida de Sto. Antônio.

Uma placa comemora a visita do Monsenhor José Ferreti (1823), que se tornaria papa com o nome de Pio XII. Em 1859, o imóvel foi vendido para a construção da estação da estrada de ferro Santos-Jundiaí. Uma parte do convento foi demolida mas não houve força capaz de retirar a imagem de Santo Antônio do altar, fato que foi considerado milagre e impediu o desaparecimento da igreja, elevada a santuário em 1987.